O que são as criptomoedas?

Uma criptomoeda é uma moeda digital descentralizada, que usa algoritmos criptográficos e um protocolo chamado blockchain para garantir

Uma criptomoeda é uma moeda digital descentralizada, que usa algoritmos criptográficos e um protocolo chamado blockchain para garantir a confiabilidade e rastreabilidade das transações. A primeira criptomoeda, Bitcoin surgiu em 2009 e é a principal moeda digital do mundo; depois dela, muitos mais apareceram e todos os cryptos que apareceram depois do Bitcoin, são chamados de altcoins (moedas alternativas).

A sua condição de independência em relação às autoridades centrais as torna imunes a interferência ou manipulação governamental, característica que as fez extremamente popular desde o dia de seu nascimento, apesar da volatilidade e das grandes diferenças entre os tetos máximo e mínimo na variação de preço.

Em 2009, quando os primeiros 50 Bitcoins do mundo foram extraídos, a New Liberty Standard (1ª troca de criptomoeda) avaliou bitcoin em 1 USD = 1.309,03 BTC. Hoje 2021 1 BTC = 54.500,70 USD.

Breve história das criptomoedas

A primeira criptomoeda, Bitcoin, foi criada por Satoshi Nakamo (um homem ou grupo de pessoas, os nomes dos criadores do Bitcoin e do blockchain permanecem anônimos). O interesse de criar essa moeda era demonstrar que poderíamos trocar fluxos (dinheiro), de forma segura e quase gratuita, sem ter que passar pelos bancos.

Portanto, em muitas ocasiões foram acusados ​​de querer desestabilizar o sistema financeiro tradicional no mundo.

Atualmente há mais de 1.500 criptomoedas, desmaterializadas, descentralizadas, que se  trocam por meio da tecnologia Blockchain. Se as criptomoedas evoluíram e O Bitcoin já não é a única criptomoeda é porque existem razões para isso.

O que é Blockchain?

Blockchain é uma tecnologia para armazenar e transmitir informações. Esta tecnologia oferece elevados padrões de transparência e segurança que funciona sem um órgão de controle central. Esta tecnologia permite que os usuários conectados a uma rede compartilhem dados sem intermediários.

O próprio Blockchain pode ser definido como um grande banco de dados vinculado e criptografado, onde estão  o registro e o histórico de todas as transações realizadas por  os seus usuários, desde o dia da sua criação.

Como obter um bitcoin?

Mineração:

A mineração de criptomoeda é a ação de verificar ou selar um nó de blockchain, ou seja, a validação de uma transação de moeda virtual criptografando os dados e registrando-os no blockchain.

Por meio desse processo, os “mineiros” são recompensados ​​com criptomoedas, sem a necessidade de comprá-las. Para minar cryptos, é necessário resolver problemas matemáticos complexos, necessários para a validação das transações, portanto, para este processo são necessários software e hardware especializados.

Quando a mineração começou, a recompensa por selar um bloco / nó era de 50 bitcoins, com o tempo foi diminuindo e continuará até atingir o teto máximo de Bitcoins em circulação (21 milhões).

No entanto, deve ter cuidado, a mineração de criptomoedas não é para todos e nem é sempre lucrativo. As principais criptomoedas tornaram-se muito difíceis de extrair para as pessoas e se tornou uma disciplina profissional que ocorre em edifícios de vários bilhões, onde dezenas de milhares de servidores funcionam dia e noite para extrair criptomoedas (Bitcoin, Litecoin, etc.).

Diante dessa competição, soluções do tipo mineração em nuvem foram desenvolvidas. Não se requer nenhum investimento em hardware específico. Tudo o que você precisa fazer é entrar em contato com uma empresa que investiu no equipamento necessário e “alugar” o seu poder de computação. Mas cuidado, existem muitas trapaças!

E-wallets

Outra maneira de obter criptomoedas é comprá-las. Se Podem comprar a pessoas físicas, que possuam criptografia ou em sites especializados, como por exemplo a página principal do blockchain. Para comprar uma criptomoeda, é necessário ter um Ewallet (Skrill, Neteller etc). As “Carteiras virtuais” são softwares de armazenamento digital para criptomoedas.

A carteira cobre vários métodos de armazenamento. Mas na prática sempre incorpora dois elementos: uma chave pública, conhecida por todos e correspondente, por exemplo, a um endereço bitcoin, ou ao endereço de outra criptomoeda, e uma chave privada, conhecida apenas pelo dono da carteira. Esta chave permite que assine transações e demonstre a todos os pares de uma rede que um é realmente o dono desta ou daquela quantidade de criptomoeda.

CFDs:

CFDs (contratos por diferença) são instrumentos financeiros que permitem que você negocie com ativos financeiros sem a necessidade de possuir o ativo. Ou seja, CFDs são contratos em que o preço de um ativo é especulado.

Nesse caso, se você investir em CFDs, não estaria comprando uma criptomoeda, estaria comprando um contrato sobre o preço da criptomoeda e ganharia dinheiro se conseguisse prever a direção do preço. É muito mais barato comprar CFDs do que Bitcoin, mas  deve saber que os CFDs são instrumentos complexos e de alto risco.

Vantagens e desvantagens das criptomoedas

A principal vantagem de usar Bitcoin é que ele é uma moeda digital e uma rede de pagamento. O blockchain Bitcoin não pode funcionar sem BTC e vice-versa. Este sistema pode operar sem intermediários, funcionários do governo, economistas monetários e outros intermediários ou reguladores. Bitcoin é essencialmente a primeira implementação com sucesso do dinheiro global como iguais, que permite que todos armazenem e troquem valor com os outros, sem importar quem ou onde eles estão.

  • Bitcoin é o sistema financeiro mais aberto até hoje. Pode fazer pagamentos com Bitcoins 24 horas por dia, 7 dias por semana em qualquer lugar do mundo, mesmo se não houver sistema bancário.
  • As Cryptos, por serem descentralizados, não são afetadas pela inflação e estão isentas de regulamentos, o seu preço é definido com a especulação da oferta e da demanda.
  • As transferências internacionais de Bitcoin podem ser mais rápidas e mais baratas do que os serviços bancários e bancários tradicionais.
  • Bitcoin é o único ativo já criado que não pode ser confiscado à força (se foram tomadas as devidas precauções). Além disso, as transações BTC não são questionáveis e ninguém me pode impedir que as faça.
  • Cryptos e Bitcoin em particular são os únicos ativos já criados que não podem ser confiscados à força (se foram tomadas as devidas precauções). Além disso, as transações BTC não são questionáveis ​​e ninguém pode impedir que as faça.
  • Qualquer pessoa pode abrir sua carteira de cryptos pela Internet sem verificar ou ter um histórico de crédito. Isso é especialmente benéfico em regiões e países de terceiro

mundo onde a maioria das pessoas tem dificuldade em acessar ao dinheiro.

  • Pode usar cryptos da mesma forma que usa dinheiro tradicional: a partir de um

computador desktop, telefone celular ou cartão de débito. Além disso, o Bitcoin é o ativo mais portátil já criado e pode ser transferido via satélite ou mesmo por ondas aéreas de rádio.

  • Cryptos e Bitcoin são apresentados como uma oposição ao monopólio do dinheiro e são uma alternativa para as pessoas que suspeitam do seu governo, certas instituições, alguns políticos ou que simplesmente acreditam na descentralização.

 

Desvantagens

  • Apesar das tentativas de permitir pagamentos offline de Bitcoin, o uso da moeda ainda é altamente dependente da disponibilidade de internet.
  • Uma vez que as cryptos e Bitcoin estão em desenvolvimento a velocidade e as taxas das transações tendem a variar com base na eficiência da mineração e congestionamento da rede.
  • Nem todas as lojas e proveodres de serviços aceitam Cryptos.