Bancos centrais e a sua importância para o mundo

O que é um banco central? O Banco Central é uma instituição financeira independênte, cuja  principal função é 

O que é um banco central?

O Banco Central é uma instituição financeira independênte, cuja  principal função é  controlar as políticas moetárias de um país ( oferta monetária, taxas de juro, taxa de câmbio) regular as operações bancárias e ofereçer serviços financeiros ao governo, incluindo investigações fiananceiras e econômicas. O objetivo das suas políticas é manter a moeda nacional estável, ter uma taxa de desemprego baixa e evitar a inflação.

A História

A Suécia criou o primeiro banco central do mundo, o Riksbank, em 1688. O Banco da Inglaterra foi o próximo em 1694. Napoleão criou o Banquet de France em 1800. O congresso estabeleceu a Reserva Federal em 1913.13. O Banco do Canadá começou em 1935,14 e o Bundesbank alemão foi restabelecido após a Segunda Guerra Mundial. Em 1998, o Banco Central Europeu substituiu todos os bancos centrais da zona euro.

Funções do Banco Central

Política monetária

  • Emissão de notas: A principal caraterística de um banco central é a emissão de notas do país. O Banco Central controla o volume da moeda no país de acordo com as exigências das empresas e do público em geral.
  • Banqueiro do governo: O banco central é o banqueiro do governo e também atua como  seu agente fiscal. O governo mantêm os seus saldos sem juros. Recebe e desembolsa os pagamentos em nome do governo e também faz adiantamentos ao governo.
  • Banco Bancário: O banco central também atua como um banqueiro para os bancos programados e outros. É o guardião das reservas bancárias dos bancos comerciais. Cada vez que o banco é obrigado a manter, no mínimo, 5% da sua demanda total e obrigações de prazo com o Banco Central. Contra essas obrigações, os bancos registrados têm direito a empréstimos e redesconto do banco. Esta reserva com a central é considerada tão boa como  o fluxo de caixa líquido. A provisão de reserva permite que o banco central tenha controle sobre a criação de crédito dos bancos comerciais.
  • Os prestamistas de última istância: O banco central é o prestamista de última istância. Mantêm uma estreita relação com os bancos comerciais. Toma responsabilidade para satisfazer, direta ou indiretamente, todas as demandas razonáveis de acomodação dos bancos comerciais e outras instituições de crédito sob certos termos e condições.
  • Controlador de Crédito: Uma das funções importantes do Banco Central é regular e controlar o crédito no país de acordo com as diferentes situações econômicas. A política de taxas bancárias e as operações de mercado aberto são os métodos diretos do banco central para controlar o crédito. Pode diminuir ou aumentar o índice de reservas e controlar a política de adiantamentos dos bancos comerciais.
  • Consultor do Governo: Também atua como consultor do governo em questões financeiras e econômicas. Oferece uma opinião especializada em assuntos relacionados ao desenvolvimento econômico ou com as condições monetárias do país.
  • Câmara de compensação: O banco central atua como uma câmara de compensação para outros bancos. Nessa função, o Banco Central facilita a liquidação de notas fiscais e cheques de outros bancos compensando os créditos de um contra o outro e, portanto,ajuda ao sistema bancário a funcionar sem problemas, sem transações em dinheiro real.
  • Controlador de moeda: O banco central é responsável pela gestão da moeda e pela manutenção do valor externo do tak.
  • Regulador de preços: Em cada país, o banco central desempenha as mesmas tarefas e funções básicas. Sendo a instituição financeira mais importante de um país, o banco central é responsável de estabelecer a política monetária do país em questão. Esta abordagem tenta garantir a estabilidade de preços, taxas de juros nos mercados financeiros e taxas de câmbio.

Benefícios da aplicação correta das políticas do banco central

  • garantir a estabilidade de preços, permite que a inflação seja mantida em um nível aceitável. O que tem um impacto positivo no consumo das famílias e no investimento empresarial, influenciando o crescimento econômico do país.
  • O banco central também participa da política econômica geral para garantir a manutenção da taxa de crescimento e pleno emprego.
  • Na realidade, a maior parte da moeda em circulação em uma economia é realizado sem dinheiro, ou seja, por meio de lançamentos contábeis entre bancos. Em uma situação de crise, pode conceder empréstimos a estabelecimentos bancários nacionais ou estados.

A fixação das taxas de juros pelo banco central.

Uma das funções de um banco central é definir a taxa básica de juros. Este último constitui uma referência para os bancos comerciais que o utilizam em operações de financiamentos no mercado interbancário e operações de crédito concedidas a famílias e empresas.

Em princípio, a determinação da taxa de juros impacta em vários aspectos. Assim, quando o a taxa é baixa aumenta o número de empréstimos e aumenta a demanda por certos produtos e serviços, que se reflete no preço, como é o caso dos imóveis. Isso é conhecido como política monetária acomodatícia ou expansionista que tem como objetivo aumentar a oferta de moeda em circulação em uma economia.

Considerando que, se a taxa básica de juros for alta, as famílias tomam emprestado e compram menos, o que se reflete na queda da demanda junto com os preços. Portanto, o risco inflacionário é eliminado ou limitado pelo aumento das taxas de juros. Por meio das taxas juros, o banco central intervêm para regular os preços e, portanto, a inflação. Isto é a chamada política monetária restritiva que busca reduzir a oferta de moeda em circulação em uma economia.

Especificamente, essa abordagem de variar a taxa de juros de acordo com a situação econômica e o nível de preços ainda é insuficiente, pois tudo depende do comportamento do consumidor. Às vezes acontece que a demanda permanece muito limitada enquanto as taxas de juros estão no seu nível mais baixo. Neste caso, as famílias simplesmente optam por economizar, apesar das taxas baixas que mais ou menos compensam em uma conta de poupança.

Em tal situação, países ou a área geográfica, como no caso da área do euro, ficam paralisados ​​e os bancos centrais são obrigados a propor outras soluções.

Os banqueiros centrais desempenham um papel vital na economia dos países. Está cumprindo eficazmente as suas missões que podem facilitar as coisas para outros atores e agentes econômicos, neste caso, para empresas ao nível do mercado interno e para empresas exportadoras, o Estado, banca comercial e famílias.